terça-feira, 13 de março de 2012

Carta a uma amiga "muy querida"



Querida amiga-da-onça,

Você não me engana mais. Sura carinha de boa moça e beleza angelical não passa de uma diaba disfarçada. É, daquelas bem invejosas e prontas para ver a queda alheia. Ai, ai, como você me enganou. E eu, toda solidária, sem saber de seus verdadeiros sentimentos, dei todo meu amor, companheirismo e te contei todos os segredos. Desabafei, óh céus, como fui ingênua!

Mas olha, se você pensa que vou virar a cara para você, está muito enganada. Eu te conto um segredinho e este será o último, viu? Eu não sou anjinho. Não sou apenas uma boa moça. Sou uma boa moça vingativa. Adoro ver aqueles que me desejam o mal caindo no buraco mais profundo, quero ver você se ferrar. E usarei de todas as minhas artimanhas, intrigas e - olha só, que triste coincidência - também terei um rosto inocente e angelical. Mas tudo isso é só para te enganar, assim meu entretenimento estará completo! 

Ah, depois que eu te destruir, não se faça de coitada, ok?! Quem confiará em cobra ferida?! O seu veneno já foi destilado em minha veia e, graças a Deus, o soro me curou a tempo.

E que você se foda muito ainda nessa sua vida,

De sua querida - e ex otária - amiga. 

É um texto de minha autoria, porém não condiz com a realidade. Mas nada impede de eu ser a boa moça vingativa, viu?

Um comentário:

  1. Que lindo aqui *--*
    eu super adorei

    estou seguindo..
    retribui??

    beijos
    http://momentosdapathy.blogspot.com

    ResponderExcluir